Sonic, Mega Man e My Litttle Pony traduzidos para o português!

Sonic pertence a SEGA. Mega Man pertence a CAPCOM. My Little Pony pertence a HASBRO. Quadrinhos de Sonic e Mega Man por Archie Comics. Quadrinhos My Little Pony por IDW Publishing.
Friendship is Magic Mangá por Mauroz. Doki Doki Harmony por Ryuma Mikado.

Monday, April 4, 2011

Sonic the Hedgehog 1 - Master System


Este é um sím­bolo da época em que as softhou­ses tinham a “obri­ga­ção” de ser repre­sen­ta­das por um mas­cote. Super Mario estava lá no topo imba­tí­vel, e a SEGA tinha ten­tado sem sucesso empla­car jogos do Alex Kidd para ser o mas­cote ofi­cial da empresa. Ape­sar da apro­va­ção pelos donos de Mas­ter, o pobre Alex não che­gou nem perto dos núme­ros de Super Mario.


Pro­va­vel­mente o pro­blema prin­ci­pal não fosse o Alex, mas sim o Mas­ter Sys­tem. Nós aqui no Bra­sil não nota­mos na época, mas o con­sole de 8 bits nunca con­se­guiu se tor­nar um grande hit no mer­cado prin­ci­pal, leia-se Japão e Esta­dos Uni­dos. Ape­nas no Bra­sil e em alguns paí­ses da Europa o con­sole con­se­guia ven­der bem. O Mega Drive sur­giu em 89, menos de três anos depois do lan­ça­mento do Mas­ter, para ten­tar con­quis­tar parte do mer­cado domi­nado pelo Nes. Para a SEGA, feliz­mente o Mega Drive fez sucesso e seu sím­bolo maior sur­giu em 91 com o lan­ça­mento de Sonic. Final­mente a SEGA con­se­guia um jogo e um mas­cote que com­pe­tia dire­ta­mente com Mario.



Mesmo com seu Mega Drive fazendo sucesso,a SEGA se sen­tiu na obri­ga­ção de dar suporte aos fiéis fãs do Mas­ter Sys­tem por mais algum tempo.


A solu­ção pra ten­tar tam­bém levan­tar a moral do Mas­ter foi ten­tar tra­zer jogos que já eram sucesso no Mega em ver­sões mais sim­ples. Assim vie­ram ver­sões de 8 bits de Alte­red Beast, Gol­den Axe, Stri­der, Cas­tle of Illu­sion, Moonwal­ker, e claro Sonic the Hed­gehog. A mai­o­ria das séries conhe­ci­das, nas­ce­ram no 8 bits para depois “evo­luir” pra 16 bits, mas com Sonic foi ao con­trá­rio, pou­cos meses depois do lan­ça­mento no Mega já estava che­gando para Master.


Na teo­ria é o mesmo jogo do Mega Drive, na pra­tica é algo total­mente novo. O roteiro não mudou, Sonic é um jovem ouriço huma­nóide de 16 anos, um herói que nas­ceu com o dom da super velo­ci­dade. Ele vive numa ilha cha­mada South Island, ape­nas com os ani­mais da fauna local. Um dia, um vilão cien­tista polui­dor, Dr.Eggman, resolve  ter poder sobre o maior mis­té­rio da ilha, as esme­ral­das do caos, uma fonte de poder ini­ma­gi­ná­vel.




[caption id="attachment_834" align="aligncenter" width="497" caption="Welcome to the Jungle!!!"][/caption]

Para isso ele resolve criar um exér­cito de robôs, e usa como fonte des­ses robôs,  inde­fe­sos ani­mais. Para sal­var seus ami­gos e ainda des­po­luir toda South Island, Sonic parte numa busca pelas len­dá­rias esme­ral­das do caos, escon­di­das ao longo das 6 zonas.



Com­pa­ra­ção das Versões


O jogo se divide nas 6 zonas da ilha, 3 já são conhe­ci­das do jogo do Mega, Green Hill, Labi­rinth e a fábrica de Egg­man, Scrap Brain. As zonas exclu­si­vas do jogo de Mas­ter são Bridge, Jun­gle e Sky Base. Sem­pre no final de cada zona o cien­tista estará espe­rando para enfren­tar Sonic, cada vez com uma máquina dife­rente.



Obvi­a­mente, a explo­ra­ção das fases que era um dos des­ta­ques na ver­são de Mega teve que ser sim­pli­fi­cado. No Mega, enquanto cada fase tem duas ou três rotas dife­ren­tes pra se che­gar a saída, aqui só há um cami­nho a se seguir, ape­nas na fase Labi­rinth há duas opções de cami­nho. E ainda, a ter­ceira parte da zona nesta ver­são só há o Dr. Egg­man para enfren­tar, enquanto no Mega Drive sem­pre é uma fase completa.


Os ini­mi­gos tam­bém tem dife­ren­ças, no Mas­ter Sys­tem a quan­ti­dade e o tama­nho deles dimi­nuiu con­si­de­ra­vel­mente, e alguns se tor­na­ram muito len­tos como o caran­gueijo da Green Hill. Quando Sonic era atin­gido pelos ini­mi­gos ele per­dia as RINGS e pode­ria recu­pe­rar algu­mas que se espa­lham. Já nessa ver­são isso não é pos­sí­vel, per­der as RINGS sig­ni­fica ficar total­mente inde­feso. Em rela­ção as RINGS, tam­bém não é pos­sí­vel acu­mu­lar mui­tas nessa ver­são, após che­gar a 99 elas retor­na­rão a zero.


Pouco tempo depois o jogo foi con­ver­tido para Game Gear, mas algu­mas fases tive­ram a estru­tura refor­mu­lada para caber melhor na teli­nha, espe­ci­al­mente a Labi­rinth. O número de ini­mi­gos sim­ples aumen­tou tam­bém, mas o jogo ficou cheio de bugs, como os bonus sta­ges onde algu­mas pare­des podem ser atra­ves­sa­das.



Acei­tando as limi­ta­ções do 8 bits, você ainda vai encon­trar um jogo diver­tido, fases bem vari­a­das, com mui­tos segre­dos para se explo­rar e prin­ci­pal­mente uma joga­bi­li­dade leve e fácil. Outro bom des­ta­que, este Sonic é o ÚNICO que traz mes­tre maes­tro e DJ, Yuzo Koshiro na tri­lha sonora. Yuzo ficou famoso pela tri­lha sonora ele­trô­nica com­ple­ta­mente urbana da tri­lo­gia Stre­ets of Rage, pelas com­po­si­ções clás­si­cas em Actri­ser 1 e 2, e os jogos de Shi­nobi. Mais recen­te­mente tra­ba­lho nos jogos do por­tá­til Nin­tendo DS 7th Hea­ven e Cas­tle­va­nia Por­trait of Ruin. Sabendo tra­ba­lhar com dife­ren­tes esti­los musi­cais, Yuzo sem­pre se adapta ao tema do jogo, e com Sonic ele resol­veu man­dar Jazz e Blues, sem­pre se adap­tando ao visual da fase, com uma musica mais tro­pi­cal em Jun­gle ou um tema mais mis­te­ri­oso em Labi­rinth. Assim como fez no Mega Drive, os canais de som do Mas­ter Sys­tem, nor­mal­mente pouco tra­ba­lha­dos, foram leva­dos ao seu limite, cri­ando algu­mas das com­po­si­ções mais belas já vis­tas no con­sole.


O Sonic de 8 bits não teve o mesmo impacto dos 16 bits é claro, mas ainda assim é um belo tra­ba­lho, na minha opi­nião a melhor apa­ri­ção do mas­cote no Mas­ter, um jogo que fica na memó­ria das fãs, e é capaz de agra­dar até aos fãs nova­tos do ouriço, ape­sar da simplicidade.






1 comment: